História

O Baukurs ensina alemão no Rio de Janeiro desde 1978. Das primeiras aulas em Ipanema até os cursos temáticos hoje realizados na colorida casa de Botafogo e na simpática sede da Barra da Tijuca, passaram-se já trinta e cinco anos de envolvimento com a língua alemã e de um trabalho incessante na integração cultural entre Brasil e Alemanha.

De frente para a Lagoa Rodrigo de Freitas, na antiga sede do Colégio Brasileiro de Almeida, começava em agosto de 1978 a história da escola de alemão recém-criada pelas professoras Susi Schünemann Dantas, Patrícia Azarian, Márcia Castelo Branco e Thea Schünemann de Miranda. A grande procura por aulas de alemão havia levado o Instituto Goethe a incentivar suas professoras a abrirem as próprias turmas.

Susi Schünemann, então professora do Goethe, achou a idéia interessante e convidou Patrícia e Márcia para fundarem o curso. Para completar o horário de aulas, recrutou a irmã mais nova, Thea. O primeiro semestre aconteceu em Ipanema, mas por orientação do jurista Eduardo Lami e com a ajuda de Herr Alfred Michahelles, as turmas seguintes já foram abertas em um novo endereço: Rua Jardim Botânico, 635.

O nome Baukurs, uma derivação da palavra alemã Aufbaukurs , foi sugerido por uma aluna em um concurso realizado para escolher como seria chamada a escola. Baukurs significa curso em construção, em uma tradução literal. Todas as professoras aprovaram a sugestão, pois representava a idéia do processo de formação pelo qual passariam os alunos dentro da escola.

Com o decorrer do tempo, mudanças foram acontecendo: Thea Schünemann de Miranda assumiu a direção do Baukurs; a escola mudou-se para a Rua Goethe(deixando o bairro do Jardim Botânico após 35 anos); uma unidade foi aberta na Barra da Tijuca; e atividades culturais passaram a fazer parte do dia-a-dia dos alunos. Mudanças normais para um curso em construção.  Continuamos, porém, com nossa maneira divertida e peculiar de ensinar alemão e, talvez, um pouco mais…