Inauguração contará com exposição de Fayga Ostrower e Friedensreich Hundertwasser

Thea Schünemann, sócia-fundadora do curso de alemão, aproveita a abertura de seu centro cultural para homenagear seus artistas inspiradores. Obras do artista plástico e arquiteto austríaco doadas pela Fundação Hundertwasser demonstram preocupação com o meio ambiente quando o tema ainda não estava tão em voga.

Fayga Ostrower: Sensibilidade e Beleza” e “Hundertwasser – O direito à criação, o direito a sonhos” são alguns dos destaques da programação de abertura do Baukurs Cultural. As exposições serão abertas para visitação no domingo, 11 de abril, às 18h (no evento que inaugura o espaço), ficando em cartaz até 10 de julho, na rua Goethe, 17.

A exposição da gravurista brasileira conta com a colaboração do Instituto Fayga Ostrower, que cedeu gravuras e serigrafias da artista. Parte das comemorações dos 90 anos que Fayga completaria em 2010, a mostra exibirá também acervo do Baukurs Cultural, com possibilidade de compra de algumas das obras expostas na galeria. Além da exposição, o Baukurs Cultural abrigará, em caráter permanente, a Biblioteca Fayga Ostrower, com obras em inglês e alemão do coleção pessoal da artista, doadas por seus herdeiros.

Thea Schünemann conheceu Fayga num jantar e logo tornaram-se amigas. Mesmo depois do falecimento da gravurista, em 2001, Thea continuou a amizade com seus familiares, apoiando a criação e o trabalho do Instituto Fayga Ostrower. Ainda este ano, estão programados uma grande exposição de Fayga no Museu Nacional de Belas Artes, o lançamento de dois livros, um catálogo, um seminário e um curso, organizado pela também artista plástica Anna Bella Geiger. Desde janeiro, o Museu Casa da Xilogravura, em Campos do Jordão (SP), rende homenagem à Faya Ostrower com a exposição “Artista da Vez”.

O evento de inauguração do Baukurs Cultural também brindará o público carioca com a exposição de obras do arquiteto e artista plástico austríaco. Esta é a primeira mostra Hundertwasser no Rio de Janeiro em homenagem aos seus 10 anos de morte e conta com o apoio do museu Kunsthaus Wien, de Viena, que detém os direitos do acervo do artista, e da Embaixada Brasileira na Áustria, responsável pelo transporte do material ao Brasil.

A exposição traz reproduções originais de trabalhos de Hundertwasser, com enfoque na proteção ao meio ambiente. Tais valores acompanharam aquele que é considerado o maior artista plástico austríaco da segunda metade do século XX ao longo de sua carreira. Das 18 obras que serão exibidas, 10 são posteres relacionados ao meio ambiente e oito são trabalhos de artes plásticas com pinturas e colagens – todas cópias originais limitadas e numeradas pelo museu austríaco.

A Fundação Hundertwasser apoiou desde o início a iniciativa do Baukurs Cultural de inaugurar a sua “Casa na rua Goethe” com esta exposição, por compreender que ela se adequa plenamente ao pensamento do próprio Hundertwasser:

– Alguns afirmam que as casas são feitas de muros. Eu digo que elas são feitas de janelas – afirmava o artista, revelando pensamento muito à frente de seu tempo.

Sobre Fayga Ostrower
Gravadora, pintora, desenhista, ilustradora, teórica da arte e professora, Fayga Ostrower chegou ao Rio de Janeiro na década de 30. Cursou Artes Gráficas na Fundação Getúlio Vargas, em 1947, onde estudou xilogravura com Axl Leskoscheck e gravura em metal com Carlos Oswald, entre outros.

Realizou exposições individuais e coletivas no Brasil e no exterior. Seus trabalhos se encontram nos principais museus brasileiros, da Europa e das Américas. Recebeu numerosos prêmios, entre os quais, o Grande Prêmio Nacional de Gravura da Bienal de São Paulo (1957) e o Grande Prêmio Internacional da Bienal de Veneza (1958); além do Grande Prêmio nas bienais de Florença, Buenos Aires, México, Venezuela e outros.

Entre os anos de 1954 e 1970, desenvolveu atividades docentes no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro. Lecionou nos EUA e na Inglaterra e, posteriormente, foi professora de pós-graduação em várias universidades brasileiras. Desenvolveu também cursos para operários e centros comunitários, visando a divulgação da arte. Proferiu palestras em inúmeras universidades e instituições culturais no Brasil e no exterior.

Foi presidente da Associação Brasileira de Artes Plásticas entre 1963 e 1966. Publicou uma dezena de livros, artigos e ensaios e é membro honorário da Academia de Arte e Desenho de Florença. Fez parte do Conselho Estadual de Cultura do Rio de Janeiro de 1982 a 1988. Em 1972, foi agraciada com a condecoração Ordem do Rio Branco. Em 1998, foi condecorada com o Prêmio do Mérito Cultural pelo Presidente da República do Brasil. Em 1999, recebeu o Grande Prêmio de Artes Plásticas do Ministério da Cultura.

Sobre Hundertwasser
O artista plástico e arquiteto nasceu em Viena no dia 15 de dezembro de 1928 com o nome Friedrich Stowasser.  Seguindo uma tradição indígena de identificação com a natureza, adotou o nome Friedensreich Hundertwasser, que significa “pleno de paz” e “centenas de águas”.  Desde cedo, manifestou preocupação com o meio ambiente em performances, protestos políticos e em seu trabalho, mantendo-se fiel a seus ideiais até sua morte, em 19 de fevereiro de 2000.

Artista eclético, Hundertwasser produziu quadros belíssimos, inúmeros textos críticos e filosóficos e obras arquitetônicas espalhadas pelo mundo, que revelam sua real preocupação com uma forma mais orgânica de vida, revelando-se um artista muito à frente de seu tempo.

O acervo de sua obra encontra-se no museu Kunsthaus Wien, casa planejada e edificada pelo próprio artista, em Viena.

Exposição “Fayga Ostrower, sensibilidade e criação”
Exposição “HUNDERTWASSER – O DIREITO À CRIAÇÃO, O DIREITO A SONHOS”
Data: Aberturas dia 11 de abril, a partir das 18h – em cartaz até 10 de julho
Local: Baukurs Cultural
Endereço: Rua Goethe, 15 – Botafogo – Primeiro andar
Telefone: 2530-4847
Entrada Franca
Funcionamento: de segunda a sexta, das 10h às 21h e sábados, das 12h às 18h

Veja imagens da obra de Fayga Ostrower no Flickr:
http://www.flickr.com/photos/baukurscultural/sets/72157623678493988/show/

Veja imagens da obra de Hundertwasser no Flickr:
http://www.flickr.com/photos/baukurscultural/sets/72157623678524908/show/

Inauguração contará com exposição de Fayga Ostrower e Friedensreich Hundertwasser

Thea Schünemann, sócia-fundadora do curso de alemão, aproveita a abertura de seu centro cultural para homenagear seus artistas inspiradores. Obras do artista plástico e arquiteto austríaco doadas pela Fundação Hundertwasser demonstram preocupação com o meio ambiente quando o tema ainda não estava tão em voga.

Fayga Ostrower: Sensibilidade e Beleza” e “Hundertwasser – O direito à criação, o direito a sonhos” são alguns dos destaques da programação de abertura do Baukurs Cultural. As exposições serão abertas para visitação no domingo, 11 de abril, às 18h (no evento que inaugura o espaço), ficando em cartaz até 10 de julho, na rua Goethe, 17.

A exposição da gravurista brasileira conta com a colaboração do Instituto Fayga Ostrower, que cedeu gravuras e serigrafias da artista. Parte das comemorações dos 90 anos que Fayga completaria em 2010, a mostra exibirá também acervo do Baukurs Cultural, com possibilidade de compra de algumas das obras expostas na galeria. Além da exposição, o Baukurs Cultural abrigará, em caráter permanente, a Biblioteca Fayga Ostrower, com obras em inglês e alemão do coleção pessoal da artista, doadas por seus herdeiros.

Thea Schünemann conheceu Fayga num jantar e logo tornaram-se amigas. Mesmo depois do falecimento da gravurista, em 2001, Thea continuou a amizade com seus familiares, apoiando a criação e o trabalho do Instituto Fayga Ostrower. Ainda este ano, estão programados uma grande exposição de Fayga no Museu Nacional de Belas Artes, o lançamento de dois livros, um catálogo, um seminário e um curso, organizado pela também artista plástica Anna Bella Geiger. Desde janeiro, o Museu Casa da Xilogravura, em Campos do Jordão (SP), rende homenagem à Faya Ostrower com a exposição “Artista da Vez”.

O evento de inauguração do Baukurs Cultural também brindará o público carioca com a exposição de obras do arquiteto e artista plástico austríaco. Esta é a primeira mostra Hundertwasser no Rio de Janeiro em homenagem aos seus 10 anos de morte e conta com o apoio do museu Kunsthaus Wien, de Viena, que detém os direitos do acervo do artista, e da Embaixada Brasileira na Áustria, responsável pelo transporte do material ao Brasil.

A exposição traz reproduções originais de trabalhos de Hundertwasser, com enfoque na proteção ao meio ambiente. Tais valores acompanharam aquele que é considerado o maior artista plástico austríaco da segunda metade do século XX ao longo de sua carreira. Das 18 obras que serão exibidas, 10 são posteres relacionados ao meio ambiente e oito são trabalhos de artes plásticas com pinturas e colagens – todas cópias originais limitadas e numeradas pelo museu austríaco.

A Fundação Hundertwasser apoiou desde o início a iniciativa do Baukurs Cultural de inaugurar a sua “Casa na rua Goethe” com esta exposição, por compreender que ela se adequa plenamente ao pensamento do próprio Hundertwasser:

– Alguns afirmam que as casas são feitas de muros. Eu digo que elas são feitas de janelas – afirmava o artista, revelando pensamento muito à frente de seu tempo.

Sobre Fayga Ostrower
Gravadora, pintora, desenhista, ilustradora, teórica da arte e professora, Fayga Ostrower chegou ao Rio de Janeiro na década de 30. Cursou Artes Gráficas na Fundação Getúlio Vargas, em 1947, onde estudou xilogravura com Axl Leskoscheck e gravura em metal com Carlos Oswald, entre outros.

Realizou exposições individuais e coletivas no Brasil e no exterior. Seus trabalhos se encontram nos principais museus brasileiros, da Europa e das Américas. Recebeu numerosos prêmios, entre os quais, o Grande Prêmio Nacional de Gravura da Bienal de São Paulo (1957) e o Grande Prêmio Internacional da Bienal de Veneza (1958); além do Grande Prêmio nas bienais de Florença, Buenos Aires, México, Venezuela e outros.

Entre os anos de 1954 e 1970, desenvolveu atividades docentes no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro. Lecionou nos EUA e na Inglaterra e, posteriormente, foi professora de pós-graduação em várias universidades brasileiras. Desenvolveu também cursos para operários e centros comunitários, visando a divulgação da arte. Proferiu palestras em inúmeras universidades e instituições culturais no Brasil e no exterior.

Foi presidente da Associação Brasileira de Artes Plásticas entre 1963 e 1966. Publicou uma dezena de livros, artigos e ensaios e é membro honorário da Academia de Arte e Desenho de Florença. Fez parte do Conselho Estadual de Cultura do Rio de Janeiro de 1982 a 1988. Em 1972, foi agraciada com a condecoração Ordem do Rio Branco. Em 1998, foi condecorada com o Prêmio do Mérito Cultural pelo Presidente da República do Brasil. Em 1999, recebeu o Grande Prêmio de Artes Plásticas do Ministério da Cultura.

Sobre Hundertwasser
O artista plástico e arquiteto nasceu em Viena no dia 15 de dezembro de 1928 com o nome Friedrich Stowasser.  Seguindo uma tradição indígena de identificação com a natureza, adotou o nome Friedensreich Hundertwasser, que significa “pleno de paz” e “centenas de águas”.  Desde cedo, manifestou preocupação com o meio ambiente em performances, protestos políticos e em seu trabalho, mantendo-se fiel a seus ideiais até sua morte, em 19 de fevereiro de 2000.

Artista eclético, Hundertwasser produziu quadros belíssimos, inúmeros textos críticos e filosóficos e obras arquitetônicas espalhadas pelo mundo, que revelam sua real preocupação com uma forma mais orgânica de vida, revelando-se um artista muito à frente de seu tempo.

O acervo de sua obra encontra-se no museu Kunsthaus Wien, casa planejada e edificada pelo próprio artista, em Viena.

Exposição “Fayga Ostrower, sensibilidade e criação”
Exposição “HUNDERTWASSER – O DIREITO À CRIAÇÃO, O DIREITO A SONHOS”
Data: Aberturas dia 11 de abril, a partir das 18h – em cartaz até 10 de julho
Local: Baukurs Cultural
Endereço: Rua Goethe, 15 – Botafogo – Primeiro andar
Telefone: 2530-4847
Entrada Franca
Funcionamento: de segunda a sexta, das 10h às 21h e sábados, das 12h às 18h

Veja imagens da obra de Fayga Ostrower no Flickr:
http://www.flickr.com/photos/baukurscultural/sets/72157623678493988/show/

Veja imagens da obra de Hundertwasser no Flickr:
http://www.flickr.com/photos/baukurscultural/sets/72157623678524908/show/


Próximos filmes // Veja o que há de novo